Com Jair Bolsonaro presidente e militarizando as escolas públicas será o fim dos colégios particulares?

Todos sabem a qualidade de ensino no Brasil, muito ruim, mesmo dos colégios particulares, se o candidato Jair Bolsonaro for presidente qual vai ser o destino dos colégios particulares? O candidato a presidência tem como proposta de campanha militarizar as escolas públicas. Seguindo o modelo do Colégio Militar e fazer com que o ensino do Brasil chegue ao patamar de ensino de país de primeiro mundo.

colegio militar e jair bolsonaro
colegio militar e Jair Bolsonaro

Nível dos Colégios Militares no Brasil

O sistema de ensino dos colégios militares no Brasil (SCMB), além da promoção dos valores necessários para os jovens, como cidadãos, sempre coloca acima de tudo a qualidade do ensino oferecido a seus estudantes  para o ensino presencial ou através de ensino à distância.

Um exemplo disso é o curso a distância regular do Colégio Militar de Manaus (CMM), que recentemente ganhou um prêmio do Instituto de formação Destaque Nacional e desenvolvimento do Brasil em reconhecimento do trabalho realizado no Brasil e no exterior no campo da educação.

A cerimônia foi realizada pela MicroPower em 28 de agosto de 2017 em São Paulo (SP). Estiveram presentes o comandante militar do sudeste, o general do Exército, João Camilo Pires de Campos, e autoridades civis e militares.

O Prêmio Nacional de Referência inclui projetos que aumentam a eficiência, com lições aprendidas e melhores práticas que servem como exemplo para o mercado.

Educação a Distância Colégio Militar de Manaus começou em 2002 e visa proporcionar educação básica de qualidade para as crianças e dependentes de membros das Forças Armadas.

Que estão servindo nas áreas militares do Comando da Amazônia, o comando militar do Norte, comandante militar do Ocidente e no exterior.

Atualmente, atende mais de 500 alunos trabalhando em 23 escritórios no Brasil e 47 países.

Enfim, a idéia de que os colégios militares são extremamente tradicionais mudou, o fato de inserir o EAD no colégio militar mostra que acompanha a evolução e necessidades da sociedade brasileira.

Escolas  públicas no Brasil: desigual, péssima e estagnado

Esse é o resumo das das escolas públicas no Brasil, resultado da Prova Brasil que avaliou alunos em todo Brasil.

Mais de 65% dos estudantes brasileiros do quinto ano de escola pública não sabem reconhecer um quadrado, triângulo ou círculo. Cerca de 60% não consegue encontrar informações claras em um conto de fadas ou na história.

Para os alunos que estão no 9° ano, aproximadamente 90% não sabem a converter de metros para centímetros, e 88% não conseguiram determinar a principal idéia da crônica ou do poema. Estes são alguns dos conhecimentos mínimos esperadas nessas etapas de treinamento que nossos alunos não demonstram. Eis o que mostram os resultados do último teste do Brasil, divulgado pelo governo federal no final de novembro.

O teste é avaliado a cada dois anos, como resultado da 5ª e 9ª séries em português e matemática. É utilizado para compilar o principal indicador da qualidade da educação no país, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

No entanto, os resultados mostram algo mais perigoso do que baixa produtividade: desigualdade. Embora em alguns estados do sul, como São Paulo e Santa Catarina, metade dos alunos tenha instrução adequada em português, estados como Alagoas e Maranhão não têm 20%.

“Se a educação é um direito de todos, o direito de todo estudante que não estuda o que é considerado apropriado é negado”, diz Ernesto Martins Faria, coordenador do projeto da Fundação Lehmann. Uma organização sem fins lucrativos que trabalha para melhorar a qualidade da educação.

jair bolsonaro
Jair Bolsonaro

Como será o futuro do ENEM com Jair Bolsonaro Presidente?

Olhando para esses 2 comparativos acima: Colégios Militares x Escolas Públicas quem leva vantagem são os colégios particulares. Os colégio militares em todo Brasil são ótimos, são os melhores, porém não há vaga suficiente para a população toda. E com o péssimo nível das escolas públicas os colégios particulares estão inchados. E com um nível duvidoso.

A cada edição do ENEM os primeiros colocados sempre são dos melhores colégios particulares do Brasil, esses são caros, mas muito caros mesmo. Chegam a custar R$ 5.000,00 por mês em alguns casos. E nesses colégios somente filhos de mega empresários, artistas globais e políticos (oi????).

Esse ranking acompanhado dos colégios militares, que a cada edição coloca muito aluno para dentro das universidades públicas. Principalmente nas áreas da saúde e de exatas.

E os alunos das escolas públicas? Poucos são os alunos que conseguem entrar para uma universidade pública!!!

Agora, com os colégios militarizados pelo candidato a presidência Jair Bolsonaro a briga vai ser desleal com os colégio particulares nas próximas edições do ENEM!

 

 

 

Um comentário em “Com Jair Bolsonaro presidente e militarizando as escolas públicas será o fim dos colégios particulares?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *