Faculdade no Brasil ou Exterior, qual escolher?

Como muitos já devem saber, o sistema de ensino superior no Brasil é bem mais semelhante ao sistema de ensino Europeu do que o sistema Americano.

Nesse texto vamos ver 5 diferenças entre as universidades Americanas e Brasileiras.

Faculdade no Brasil ou Exterior, qual escolher

 

  • Admissão

 

A primeira diferença se refere ao processo de admissão. Enquanto no Brasil as universidades admitem os estudantes baseado nas notas do vestibular (em alguns casos, também nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM), nos Estados Unidos o processo é muito mais holístico.

As universidades querem entender o aluno por completo, dessa forma, elas não olham somente as notas dos estudantes, mas olham também suas atividades extracurriculares realizadas durante o período do Ensino Médio, exigem carta de recomendação bem como também entrevista. No caso de candidatos estrangeiros, ainda é exigido uma prova de proficiência no idioma inglês.

 

 

  • Primeiros anos

 

Outra grande diferença é em relação aos 2 primeiros anos das universidades. Enquanto no Brasil quando você ingressa em determinado curso, você já começa a estudar disciplinas específicas do curso escolhido, nos Estados Unidos esses 2 primeiros anos é conhecido como “General Education”, ou seja, independente do curso que o aluno ingressa ele obrigatoriamente tem que fazer aulas em diversas áreas, inclusive as que não tem nada a ver com a sua formação.

Nos Estados Unidos ainda, é obrigatório nesses 2 primeiros anos realizar um curso de oratória e pensamento crítico. Já nos 2 últimos anos, as matérias são mais relacionadas ao curso em específico.

 

 

  • Aulas

 

Enquanto aqui no Brasil as aulas costumam ser o professor lá na frente falando e os alunos sentados e escutando (passivos), nos Estados Unidos os alunos precisam ter uma participação ativa dentro da sala de aula através de diversos seminários ou grupos de discussão.

 

 

  • Trabalhos e provas

 

No Brasil, a duração das aulas geralmente é maior do que as das universidades dos Estados Unidos, porém, a quantidade de trabalhos a serem feitos nas universidades Americanas são, de longe, bem maior. Além dessa infinidade de trabalhos, os alunos americanos devem, no decorrer do curso, que elaborar a cada semestre mini monografias enquanto aqui no Brasil a monografia é realizada geralmente no final dos cursos.

Quanto às provas, aqui no Brasil existem duas ou três provas bimestrais onde se somam as notas e se obtém a média. Nos Estados Unidos as provas são semanais, geralmente às sextas-feiras.

 

 

  • Currículo

 

Como quinta diferença, temos o currículo escolar. No Brasil o currículo é bem mais rigoroso onde tem-se poucas matérias eletivas. Já nos Estados Unidos a quantidade de matérias eletivas equivale a aproximadamente 90% do curso. Dessa forma, aqui no Brasil você começa com uma turma e termina o curso com a mesma turma, com exceção dos desistentes. Nos Estados Unidos a turma muda a cada semestre, visto que, como você pode escolher algumas matérias a serem cursadas, os alunos vão fazendo suas opções durante o curso, que geralmente não são as mesmas dos demais.

 

Espero que esse post tenha sanado suas dúvidas entre universidades brasileiras e as americanas. Cada uma tem os seus prós e os seus contras. Mas cabe a você colocar tudo isso numa balança e ver qual delas se adequa mais naquilo que você busca para o seu futuro.

Em muitos casos, principalmente para intercâmbios, eles exigem um seguro viagem intercâmbio, para que qualquer inconveniente médico o aluno tenha um respaldo. Para isso, existem empresas focadas somente nesse tipo de seguro, garantindo um melhor custo benefício pra você, muito melhor do que comprar junto com o pacote, que normalmente sai muito mais caro. Recomendamos para isso, o comparador Multi Seguro Viagem, especialista nessa área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *